quarta-feira, 27 de novembro de 2013

Acho que já disse isto várias vezes, mas repito.
Quanto mais dou de mim às pessoas mais pontapés eu levo.

Tem sido assim toda a minha vida e não aprendi.
Hoje sinto-me só um bocado cansada de tudo. Melhores dias hão-de vir.

Gémeos / Eu

Um signo que vale por 2 ... bem no mínimo, pois bem poderiam ser trigémeos ou quadrigémeos. Quantos mais vierem é lucro!!!

Na verdade estamos a falar de seres fascinantes na sua mutabilidade e inteligência rápida.

São pessoas extremamente cerebrais, de raciocínio rápido e com uma enorme facilidade de expressão.

E se pensam rápido, agem ainda mais rapidamente. Não têm nenhuma paciência para lidar com indecisos. Aliás, a impaciência é outra das suas características mais marcantes.

A sua capacidade de adaptação é absolutamente fantástica. São capazes de mudar de vida como quem muda de roupa, e sem pestanejar, pois na verdade precisam de mudar como precisam de beber água.

Gostam imenso de viver o presente e não são muito dados a fazerem planos e projetos a longo prazo. O importante é o aqui e o agora, o depois fica mesmo para depois.

Bem, a maior acusação que recebem é a de serem instáveis... e são mesmo! Enquanto vão ali e voltam já mudaram de ideias, e estas podem ser completamente opostas. Não fossem eles do elemento ar e não fosse o ar que se lhes dá para mudarem tão completamente e rapidamente. Mas, muitas vezes essa instabilidade que cultivam é uma forma de não deixar que lhes ponham o cabresto – gostam de deixar as pessoas em suspenso. E afinal a pior ofensa que lhes pode ser feita é chamá-los de previsíveis.

Gostam de ser inovadores e diferentes.

Apesar de um ar meio despistado, aéreo que têm , sabem como ninguém defender os seus próprios interesses com unhas e dentes e como quer que seja necessário.

Não aceitam a fraqueza dos outros, e acham que cada um tem que se aguentar à bronca. Afinal para eles quem vai à guerra dá e leva, e cada um tem que ser capaz de se defender.  Sabem ser mordazes nas suas críticas, mas são capazes de reconhecer os seus erros.

Como cerebrais que são, apreciam e reverenciam a inteligência alheia e não se sentem diminuídos com isso. Apreciam , incentivam e estimulam a inteligência dos outros.

Gostam de andar na montanha russa... não é? 

 Ufa ... ainda bem! Então estão safos!!!
 
[Só não concordo com a não capacidade de assumir erros. Eu acho que por vezes até assumo erros que não me pertencem... mas pronto. Talvez isto seja eu a fazer mal a minha auto analise]

segunda-feira, 25 de novembro de 2013

"A Persistência da Memória"

Terminei!
Tenho a dizer que o Daniel Oliveira não é só bom a apresentar programas de televisão ou a guiar uma boa entrevista (e nisto ele é o melhor!), como escritor também é excelente!

Este romance que escreveu está muito bom. A forma como ele escreve e descreve é maravilhosa.
Inteligente na escrita, sensível, romântico... e profundo! Enfim. Leiam!
Fez-me pensar, fez-me viajar, fez-me rir... é verdade, fez-me rir!
"- Coberta sim, recheada não aconselho..."
Muito bom!

Depois de uma semana HORRÍVEL de gripe, finalmente estou recuperada e de volta ao trabalho.
Regressei e já as minhas colegas tinham colocado a árvore de natal e respetivos enfeites, a patroa já ofereceu o que oferece todos anos, a planta do Natal... já está tudo do mais Natalício aqui...
Será que vai crescer (ou aparecer) o (meu) espírito Natalício?

segunda-feira, 18 de novembro de 2013

"Mais me pertenço, quanto mais de ti sou."

sexta-feira, 15 de novembro de 2013

15

Hoje é um dia complicado.
A nível de recordações e de trabalho, por isso decidi que, para hoje, que inicio umas mini férias, teria de acontecer algo realmente positivo!

Jantarada lá em casa!!!
Dia especial, convidados especiais!

quinta-feira, 14 de novembro de 2013

Tenho andado a semana toda com uma ansiedade extrema. Coração apertado e enorme vontade de fugir daqui para fora à procura de um lugar calmo que me deixe respirar levemente…
Tenho falado, durante esta semana, algumas vezes de ti. Tenho recordado acontecimentos, fotos, tenho elogiado o quão boa pessoa eras.
Hoje, em que a ansiedade está no auge como se me estivesse a avisar de alguma coisa… percebi que se aproxima uma data nada simpática mas que jamais esquecerei. 
Não sei o que seria da nossa amizade se ainda estivesses por cá. Não sei se continuaríamos a lidar como lidávamos. Não sei como estaria nem a tua nem a minha vida. O que é certo é que tenho a certeza que continuaria a ter sempre um carinho especial por ti “Leo Alex” =)

quarta-feira, 13 de novembro de 2013

12000

12000 !!! (para uns nada, para mim muito!)

Gostava tanto de saber quem são uns quantos leitores...
Gostava de saber quem me lê, quem me compreende, quem concorda, quem discorda, quem acha uma piroseira, quem odeia. Gostava...

De qualquer forma, a todos, sem excepção, obrigada por lerem/verem!

sexta-feira, 8 de novembro de 2013

Lembro-me como se fosse hoje.
Não é que hoje seja alguma data especial, mas lembrei-me … 
A duvida que se instaurou quando recebi o primeiro convite para tomar café do meu namorado. Não que tivesse algum mal: ambos conhecíamo-nos à anos (à 11 anos atrás fazíamos parte da mesma escola, da mesma associação de estudantes, do mesmo grupo de amigos e galhofa).
Não que não fosse permitido conversar com um amigo de longa data…
O ponto de interrogação que se instalou foi mais porque, nessa altura já nem estavam habituada a ir a algum sitio, a me convidarem para alguma coisa. Estava um pouco “longe do mundo”.
A pessoa em questão, meu namorado, estava de rastos. Eu estava de rastos. E fomos muito amigos um do outro. Fogo só de me lembrar… ajudou-me mesmo. Juro que me ajudou como grande amigo. Foi um deles, porque não foi o único que me ajudou.
 
Talvez com o tempo (que foi passando à velocidade da luz e a nossa disponibilidade para começar desde ai a aproveitar a vida foi aumentando) fomos percebendo que gostávamos do mesmo: Viver. Mas viver no verdadeiro sentido da palavra.
Lembro-me como se fosse hoje.
Lembro-me da sinceridade desde sempre. Dos desabafos. Das conquistas. Lembro-me de pensar que o adorava sem ainda saber que o adorava mais do que um grande amigo.
 
Tinha de escrever sobre ele. Não por ser o que me é. Mas pela pessoa que é.
Antes de namorado amigo. Companheiro. 
Foi a melhor coisa que me aconteceu.

Foi só um pequeno suspiro. De amor.

segunda-feira, 4 de novembro de 2013

Dexter #3

Só para dizer que terminei ontem a quarta temporada e estou chocada.
Tive de ver logo o primeiro episodio da quinta temporada para ver se era mesmo verdade!!!

Chegamos a dizer: não vejo mais o Dexter! (LOL)

Baaaaaaaaaaaaahhhhhh