terça-feira, 17 de abril de 2012


"Ela, imperfeita como era, também seria dele para sempre. Era pegar ou largar, pensou. Ela era quem era."

2 comentários:

Margarida disse...

Porque o importante é saber viver com a diferença. Porque ninguém é perfeito. Porque não temos que ser iguais nem opostos, só precisamos de nos completar :)

Joana disse...

Certissimo!! Cada vez tenho mais a certeza disso! :)